Uma forma de pagamento gratuita, imediata e sem horário limite, o Pix, que ainda não completou nem um ano de seu lançamento, veio para solucionar os problemas de muitos escritórios e empresas que antes precisavam agendar DOCs, TEDs, emitir boletos e até se deslocar para descontar cheques.

A modernização apresentada pela ferramenta atraiu milhões de brasileiros rapidamente, que pela segurança e agilidade, optam por locais e empresas que trabalham com o Pix. Confira outros pontos positivos para que escritórios contábeis e outros tipos de empresas adotem a forma de pagamento. 

Economia

O profissional contábil e setores financeiros conseguem reduzir custos significantes com a ferramenta, já que para MEI e pessoas físicas não há custo pela transação e para pessoas jurídicas a taxa costuma ser muito menor que o valor cobrado pelo TED ou DOC.

Normalmente, para PJ é cobrado uma porcentagem do valor transferido, variável entre as instituições financeiras, próximos ao 1,40%, com valor mínimo estipulado de R$1,65 e máximo de R$9, como é o caso do Bradesco. Nubank e outras fintechs costumam isentar as empresas dessas taxas.

Com o Pix, o pagamento em débito pode ser reduzido, diminuindo os custos com máquinas de cartão e as taxas impostas por cada transação realizada. 

Redução de tempo

Sem contar o tempo gasto com deslocamento aos bancos, que é evitado com o Pix, a agilidade da transação em si e a desburocratização facilitam ainda mais o processo, fazendo com que clientes e empresas ganhem tempo no envio e recebimento de valores.

Confirmação de pagamento

Com o DOC, por exemplo, o setor financeiro recebia o comprovante de pagamento e aguardava ansiosamente o valor constar no dia seguinte, esperando que não fosse devolvido ou houvesse algum erro na transação.

O mesmo acontecia quando um cheque era depositado e poderia demorar até cinco dias úteis para ser liberado nas contas.

Outra vantagem do Pix foi a redução da insegurança no recebimento de pagamentos. Feito de forma instantânea, o valor cai quase no mesmo segundo para quem recebeu, podendo confirmar ao vivo se deu certo e ainda pode gerar o comprovante da quitação.

Fonte: Portal Contábeis